Rádio Plenitude

Salvador WEATHER

NOTÍCIAS | SAÚDE

O que é bom para fortalecer seus pulmões

Após os 40 anos, a função pulmonar começa a declinar, com maior ou menor velocidade.

O que é bom para fortalecer seus pulmões é o melhor indicativo de longevidade, portanto, é algo que você precisa ter bastante atenção.

Fatores ambientais, como exposição a poluentes e hábitos de vida, e especialmente a alimentação, atividade física e tabagismo.

Alimentos que ajudam a fortalecer seus pulmões

É fundamental inserir na sua dieta os melhores alimentos que ajudam a proteger e evitar o envelhecimento precoce dos seus pulmões. 

Polifenois

É uma classe de mais de 8.000 compostos produzidos por plantas. Dependendo da sua estrutura química, se dividem em:

1. Flavonoides: são os compostos como catequinas, epicatequinas, proantocianidinas, taninos condensados, antocianinas e quercetina.

2.  Não-flavonoides: o mais conhecido é o resveratrol, mas esta categoria também inclui álcoois fenólicos e elagitaninos. Apresentam ação antioxidante e anti-inflamatória, além de reduzirem riscos de doenças crônicas.

Tratam-se de compostos que geram as cores vibrantes, às frutas, vegetais e sementes, que reduzem o risco de hipertensão, diabetes, doenças cardíacas, disfunção erétil, câncer, agregação plaquetária, osteoporose e disfunção cerebral

Proteção da saúde pulmonar

Ajudam a fortalecer seus pulmões e retardar os sintomas desfavoráveis da doença pulmonar obstrutiva crônica e manifestações do envelhecimento do sistema respiratório.

Declínio da função pulmonar.

Esta situação de declínio ocorre mais rápido dependendo de fatores tais como:

  • alimentação refinada industrializada e carnes de animais confinados
  • falta de atividade física
  • tabagismo
  • exposição a poluentes
  • patologias associadas

 

Alimentos essenciais

Os principais e únicos alimentos que contém todos os polifenois (flavanoides e não-flavanoides), são as uvas roxas, vermelhas e brancas, especialmente quando passam pelo processo de fermentação.

Portanto, lembre-se que o vinho de qualidade contém todos esses elementos integrados, agindo em conjunto, potencializando seus benefícios terapêuticos além de neutralizar o efeito desfavorável do álcool.

Para isso, consuma o vinho como “prescrição médica”, ou seja, com moderação (1 taça por dia para mulheres e 2 taças por dia para homens) ou de acordo com orientação do seu médico. Assim você certamente estará melhorando também a sua saúde pulmonar.

_______

Dr. Wilson Rondó Jr.
Cirurgião Vascular de formação e Nutrólogo