Rádio Plenitude

Salvador WEATHER

NOTÍCIAS | MÚSICA

Michael W. Smith lança single para arrecadar fundos para a Ucrânia

Ajudar os outros, enfatizou Smith, é algo que ele sente que é “chamado a fazer”.

Uma música para dar esperança em meio ao conflito causado pela invasão russa na Ucrânia. Esse é o objetivo da canção “Cry For Hope” (Clamor por Esperança, em tradução livre), composta pelo cantor Michael W. Smith, de 64 anos. A música será utilizada também para arrecadar fundos para a Ucrânia, que foi invadida pela Rússia em fevereiro deste ano.

O artista revelou que a canção é bem diferente das outras que ele já compôs. “Acho que nunca escrevi uma melodia tão assombrosa e tem um pouco de esperança nela”.

Uma parte dos lucros de “Cry For Hope” será distribuída para ajudar a Ucrânia. Segundo Smith, “quanto mais dinheiro a música arrecadar, podemos simplesmente doar tudo”.

Michael salientou que não se importa em ganhar dinheiro com a canção. Ele contou ainda que a sua equipe também apoia a Samaritan’s Purse, a organização humanitária liderada por Franklin Graham que presta assistência médica e ajuda à população da ucraniana e aos refugiados do país.

“Os suprimentos que eles estão enviando são enormes. É simplesmente incrível”, frisou e analisou: “Essa necessidade será grande por muito, muito tempo. Você pode imaginar apenas sua família e todas as suas memórias, e você é forçado a deixar tudo o que conheceu em toda a sua vida, e está dormindo em um berço em algum campo de refugiados durante a noite? Tente imaginar isso acontecendo conosco, como americanos. Não podemos compreender isso. E foi o que aconteceu com essas pessoas.”

O vencedor do Grammy afirmou não conseguir entender “como alguém pode simplesmente entrar e começar a matar pessoas”, referindo-se ao presidente russo Vladimir Putin. “Isso me impressiona… você vê as fotos, sabe o que está acontecendo, me comove. E muitas vezes, não sei o que dizer, acabo chorando”.

Ajuda aos necessitados

Smith, que ganhou três Grammy Awards, 45 Dove Awards, um American Music Award e foi introduzido no Gospel Music Hall of Fame, muitas vezes usa sua plataforma e recursos para ajudar os necessitados.

Ele arrecadou fundos para combater a Aids na África, fundou a Rockettown, um refúgio seguro para os jovens do Tennessee se encontrarem e encontrarem esperança, e ajudou mais de 70.000 crianças por meio da Compassion International, entre outros empreendimentos.

Ajudar os outros, enfatizou Smith, é algo que ele sente que é “chamado a fazer”.

Cuidar dos pobres e das viúvas, postulou o artista de adoração, é o que “ressoa no coração de Deus”.

“Se não somos sobre esse tipo de coisa, então estamos errando o alvo”, disse ele.

Deus ouve o clamor do Seu povo

Smith, que está se preparando para sua próxima turnê – onde ele vai apresentar “músicas que eu não canto há décadas” – desafiou o Corpo de Cristo a defender os marginalizados.

“Você tem que ser forte, corajoso, acho que você só precisa se levantar e falar”, disse ele. “Eu não estou dizendo que você tem que ir protestar… mas você tem que se levantar e ser uma voz. Acho que é o melhor a fazer e não ficar calado; ficar em silêncio diz muito. Temos que nos levantar e apoiar”.

“E”, acrescentou, “acho que a melhor coisa que podemos fazer é orar. Orar por um resgate.”

Smith reconheceu que a oração pode ser “complicada”, especialmente quando Deus não responde de maneira urgente. Ele acrescentou que ao longo dos Salmos, Davi frequentemente pergunta: “Deus, onde estás?”

“[Deus] tem um plano”, disse o artista. “Ele ouve o clamor de seu povo. E talvez se houver apenas uma ofensiva de oração no mundo todo, algo pode realmente mudar. E é por isso que estou orando.”

Ouça “Cry For Hope”:

 

Fonte: Christian Post